jump to navigation

Símbolos e códigos da linguagem química March 11, 2011

Posted by Searchable Content in Aí Tem Química, Content, PT, Reações Químicas.
trackback


O fotômetro mede a intensidade da luz e determina a abertura do obturador.

Vocês vão fotografar essa bicicleta suja desse jeito?

Eu tô dando umas dicas pra Luiza sobre fotografia.

Tá sujinha mesmo.

Mas com essa linguagem ela não vai entender nada. “Fotômetro”, “obturador”… Traduz aí! Quero aprender também.

Olha quem fala! Você vive “soltando” umas frases difíceis quando fala de química?!

Calma, gente… Cada área tem seus termos, suas linguagens específicas.

A matemática, por exemplo, trabalha com diversos símbolos e códigos! A música, com tantos outros…

Pra entender melhor a linguagem de qualquer um dos dois, matemática ou música, temos que conhecer esses símbolos e códigos.

E existe diferença entre “linguagem”, “código” e “símbolo”?

Tem sim, olha só: a gente fala o português, que é uma linguagem, certo? Então, essa linguagem é construída com símbolos, que podem ser as letras ou mesmo desenhos.

Saquei! As letras são símbolos que usamos pra escrever e formar palavras. No caso da gente, palavras em português, a nossa língua. Mas, e os códigos?

Vamos seguir nesse exemplo: as letras podem ser codificadas, um caso disso é o código Morse.

Já ouvi falar do Código Morse. Através da repetição de sons que representam as letras é possível se comunicar.

Exatamente! A química também tem uma linguagem. A gente usa palavras específicas para descrever as reações químicas e outros processos.

Isso! E cada elemento químico é representado por um símbolo.

A representação de uma molécula orgânica, por exemplo, é um símbolo codificado. É muito útil usar esses códigos na hora de descrever uma molécula orgânica, pra simplificar. Senão, teríamos que usar muitas palavras.

Eu adoro aprender novidades e proponho que a gente faça um acordo!

Que acordo é esse?!!

O Eduardo ensina pra gente a linguagem da fotografia. Em troca, a gente pesquisa alguns dos símbolos e códigos da linguagem química junto com ele! Que tal?

Eu não entendo nada de fotografia. Negócio fechado?! Fechado!

Oi, pessoal! Joel! Precisamos da sua ajuda. A gente quer pesquisar símbolos e códigos da linguagem química.

E pensamos em estudar algumas reações, pra entender melhor o que eles significam. Já comecei a falar sobre fotografia com eles de fotografia.

Calma, pessoal! Acho que eu entendi. Só não entendi essa parte de fotografia, mas não importa. Agora não vai dar pra ajudar, estou atrasado pra um compromisso.

Mas eu conheço uma pessoa que pode ajudar. Ele sabe muito sobre a linguagem da química. Anota o telefone aí.

Eu gostei muito da dica de usar a fabricação do sabão como exemplo de uma reação química. Sempre quis fazer sabão.

Vai ser ótimo pra gente ver os símbolos e os códigos da linguagem química!

Isso é óleo de fritura usado? Cadê a comida que foi frita aí?

Fica quieto, Eduardo! Vamos prestar atenção.

A reação química é representada por uma equação química que ilustra a transformação ocorrida.

À esquerda são representados os reagentes, separados por uma seta que indica a transformação destes reagentes nos produtos representados à direita.

A obtenção do sabão se dá através de reações químicas. A principal delas é entre o éster do ácido graxo e o hidróxido de sódio.

Hidróxido de sódio é a soda cáustica, não é?

Não é bem assim. Hidróxido de sódio não é soda cáustica. É o principal constituinte da soda cáustica. Muita gente se confunde.

Por exemplo, o ácido acético não é vinagre e sim um componente do vinagre. Por aí vai.

Os produtos da reação química entre o óleo de cozinha e o hidróxido de sódio, componente da soda cáustica, são basicamente o sal de ácido graxo e a glicerina. Ambos compõem o sabão.

Posso levar dois pedaços? Eu vou precisar.

Não faz isso, Eduardo! Vai estragar o alumínio!

Mas eu só ia limpar a pobre coitada!

Eu sei, mas eu vou explicar. Chama o Bruno e a Luiza e me encontra no laboratório que eu mostro o que ia acontecer com a sua bicicleta.

É! Seu banho foi adiado.

O sabão ataca o alumínio por causa da presença de Hidróxido de Sódio residual em sua composição.

Para este experimento, vamos usar uma folha de papel laminado, uma porção de NaOH e água.

Nossa!!! Ai minha bicicleta.

Mas, o NaOH não foi o reagente na reação de obtenção do sabão. Por que ele ainda está no sabão?

Sim, você está certo, mas as reações não costumam apresentar 100% de rendimento, sendo assim pode haver resíduos de reagentes no produto formado.

E como é que a gente representa essa experiência? Tem uma equação química, certo?

A principal reação que ocorre é do hidróxido de sódio reagindo com o alumínio em presença de água produzindo aluminato de sódio e gás hidrogênio.

Essa tem mais símbolos, é bem diferente daquela que vimos na fabricação do sabão.

Esse número dois representa o coeficiente estequiométrico, ou seja, a proporção em que a substância reage ou é formada numa reação química.

E esse outro “dois” aqui? É a mesma coisa?

Eu sei! Esse dois indica a relação de número de átomos de hidrogênio para cada oxigênio que compõe a molécula, é o chamado índice!

O “s” entre parênteses representa que, neste caso, a substância encontra-se no estado sólido, mas, dependendo do código, pode representar outras condições.

Os símbolos menores, entre parênteses, são as representações do estado físico e de outras condições em que estão as substâncias nas equações químicas.

O (s) indica que a substância se encontra em estado sólido; O (l), em estado líquido; o (g), em estado gasoso;

o (v) indica que a substância está em estado gasoso, na forma de vapor; e o (aq) é aplicado a íons ou substâncias em solução aquosa.

Essa reação pode ser representada de uma forma mais precisa que é aquela que se dá com as espécies como se encontram no meio.

Olhem só, ao se dissolver o hidróxido de sódio na água, ele se dissocia produzindo íons Na+ e OH-. E é assim que eles se encontram no meio.

Representamos estas espécies com o símbolo (aq) que indica que estão dissolvidas na água.

Saquei!

Então existe outra forma de representar aquela equação da reação do hidróxido de sódio com o alumínio?

Tem sim, podemos representar as substâncias que se dissociam na forma iônica, que é uma representação mais exata de como elas se encontram no meio.

Quantos códigos novos a gente ouviu hoje, hein?!

Vocês têm certeza que ainda querem aprender fotografia?

Hoje a gente conheceu alguns símbolos e códigos que fazem parte da linguagem da química.

E aprendeu um exemplo de reciclagem com o óleo usado em frituras, através de uma reação química com o hidróxido de sódio, é possível fazer sabão!

Lembre-se, mantenha sempre os olhos bem abertos ao que acontece ao seu lado, porque “Aí tem química!”

About these ads

Comments»

No comments yet — be the first.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: